Privacidade em uma rede peer-to-peer com serviços de IPTV

VN:RO [1.9.11_1134]
terça-feira, 19 d novembro d 2013
Por Sheila Genesine Dada, Sem13

Esse post é uma descrição do projeto de formatura do curso de Engenharia Elétrica com Ênfase em Computação de 2013 desenvolvido pela aluna Sheila Genesine Dada. O projeto aborda o tema de privacidade em redes peer-to-peer e foi orientado pelo professor Prof. Marcos Antonio Simplicio Junior.

Sistemas de Televisão sobre IP (IPTV) estão cada vez mais populares com o desenvolvimento de redes de alta velocidade.

No sistema IPTV convencional, o prestador do serviço envia o conteúdo multimídia ao cliente, através de uma arquitetura chamada cliente-servidor. Nesta arquitetura o servidor envia uma grande quantidade de dados, assim uma grande parte da sua banda é consumida. Para mitigar esse problema e aumentar a escalabilidade do sistema é proposta a implementação da tecnologia peer-to-peer. Nesta tecnologia, os clientes comunicam-se diretamente entre si, utilizando-se os recursos da rede de forma mais racional. A figura 1 ilustra a diferença entre as arquiteturas citadas.

Figura 1: Cliente - Servidor x Cliente – Cliente

Figura 1: Cliente - Servidor x Cliente – Cliente

A elevada escalabilidade de sistemas P2P tem, entretanto, uma contrapartida: como a comunicação é direta, a rede se torna menos segura em comparação à distribuição cliente-servidor, em que o servidor poderia adotar práticas seguras com seus clientes.

Um dos serviços de segurança mais desafiadores de se satisfazer em uma rede P2P é a privacidade da rede. Assim, este projeto de graduação tem o objetivo de estudar e testar uma maneira de manipular os roteadores em uma rede com serviços de IPTV via P2P a fim de (1) garantir a privacidade dos clientes quando eles comunicam-se entre si, mas (2) permitir a identificação do usuário pelo provedor de serviços. A figura 2 ilustra essa proposta.

Figura 2: Privacidade do cliente

Figura 2: Privacidade do cliente

Para isso, foi adicionado um módulo na rede, pertencente à prestadora de serviço, que (1) manipula os roteadores da rede, a fim de mascarar o IP origem e destino dos pacotes de determinados clientes e (2) envia o endereço dos roteadores aos quais o cliente deve se conectar. O usuário, ao invés de se conectar diretamente a outro usuário, ele se conecta a um roteador que realiza as devidas conexões para chegar ao outro par. Os pares só conhecem o endereço dos roteadores aos quais eles devem se conectar para receber o conteúdo, garantindo assim a privacidade dos usuários da rede.

VN:F [1.9.11_1134]
Rating: 5.0/5 (2 votes cast)
Privacidade em uma rede peer-to-peer com serviços de IPTV, 5.0 out of 5 based on 2 ratings
Related Posts with Thumbnails

Deixe um Comentário

Spam Protection by WP-SpamFree

Get Adobe Flash playerPlugin by wpburn.com wordpress themes