Sistema de Apoio ao Diagnóstico Médico (SADM)

VN:RO [1.9.11_1134]
terça-feira, 20 d novembro d 2012
Por Victor Silva

Este post visa apresentar brevemente o projeto de formatura desenvolvido por Victor Meireles de Sá e Silva e Tuany Oguro Tabosa, sob a orientação da Prof. Selma Shin Shimizu Melnikoff e co-orientação da Dra. Márcia Ito.O projeto consiste num sistema de sugestão de diagnósticos médicos. Esse projeto está sendo desenvolvido durante o ano de 2012 como trabalho de conclusão de curso do curso de Engenharia de Computação Cooperativo da Escola Politécnica da USP.

Objetivo

O Sistema de Apoio ao Diagnóstico Médico foi construído com o intuito de gerar sugestões de diagnóstico médico a partir de dados de sintomas e exames realizados anteriormente, fornecidos pelo médico durante a consulta. Conforme uma necessidade apresentada por médicos, o sistema foi se adaptando para a determinação de meta para um tratamento de Diabetes.

Motivação

As soluções de auxílio a diagnóstico médico já são utilizadas no exterior, pois, com cada vez mais dados disponíveis na Internet, torna-se atrativo o uso de sistemas que utilizam esses dados para melhorar o conhecimento dos médicos. Estas soluções variam quanto à linguagem, algoritmos e especificidade, sendo difícil realizar comparações entre os mesmos.

A motivação para se utilizar esse tipo de sistemas é a possibilidade de manipulação de grande quantidade de variáveis envolvidas para o diagnóstico de uma doença, além da existência de grande número de doenças existentes.

No entanto, o desenvolvimento destes sistemas não tem a intenção de substituir os médicos e sim de fornecer a eles informações e novas visões para realizar o diagnóstico. A decisão final é do médico já que um sistema computacional é limitado a uma série de decisões e regras pré-determinados.

Diabetes

O Diabetes é uma doença comum, que causa aumento do nível de açúcar no sangue. Normalmente, o sangue possui certa quantidade de glicose, vinda dos alimentos, que o organismo utiliza para gerar energia. Para o organismo utilizar a glicose, é necessário um hormônio chamado insulina, que é produzido pelo pâncreas. A doença é causada pela diminuição da produção  ou ação não eficiente da insulina.

Uma das principais metas no controle do diabetes  é a manutenção do nível de hemoglobina glicada, também denominada hemoglobina glicosada ou glicohemoglobina, abaixo de 7%.

No entanto, essa meta terapêutica pode variar conforme alguns fatores como, por exemplo, a idade do paciente e a duração da doença. Quando esses fatores não são considerados, podem ocorrer casos de hipoglicemia, além de aumentar os riscos de arteriosclerose vascular em pacientes mais idosos, devido à agressividade do tratamento.

Dessa forma, a partir de parâmetros como idade e tempo de doença, o SADM calcula o novo valor sugerido da meta do exame do nível de hemoglobina glicada ideal do paciente, como mostra a tabela simplificada a seguir:

Tabela simplificada de parâmetros para a determinação de meta para o tratamento de hemoglobina glicada

VN:F [1.9.11_1134]
Rating: 5.0/5 (1 vote cast)
Sistema de Apoio ao Diagnóstico Médico (SADM), 5.0 out of 5 based on 1 rating
Related Posts with Thumbnails

Deixe um Comentário

Spam Protection by WP-SpamFree

Get Adobe Flash playerPlugin by wpburn.com wordpress themes