iWoz: A versão da história da Apple por Steve Wozniak

VN:RO [1.9.11_1134]
segunda-feira, 14 d março d 2011
Por Nathalia Sautchuk Patrício, Coop9. Siga no Twitter

Nos últimos tempos, passei diversas noites lendo o livro iWoz que conta a versão da história da Apple segundo o Steve Wozniak.

Não sou nenhuma fã da Apple e sequer tenho um produto da empresa. Mas quando vi o livro vendendo na Campus Party nesse ano, acabei comprando por ser um “livro de histórias” da computação e porque fiquei sabendo que o Woz iria dar uma palestra na Campus e autografar os livros. Por fim, não consegui ir a palestra, mas fiquei sabendo que foi muito bacana.
Quando se fala em Apple, em geral, as pessoas associam a figura de Steve Jobs. Porém, a empresa foi fundada por dois Steves, o Jobs e o Wozniak como bem mostrado no filme “Piratas do Vale do Silício“. O livro, antes de ser de fato sobre a história da Apple, é uma biografia de Steve Wozniak, desde seus tempos de criança até sua vida após a Apple.

No início do livro, Woz conta como seu pai foi seu grande motivador a se tornar um engenheiro. A forma como ele o motivava era bem interessante: apenas respondia o que o filho o perguntava sem querer “adiantá-lo”, mas de uma forma que o induzia a ter mais curiosidade em entender sobre eletrônica. Com certeza, pode-se notar que ele fez um excelente trabalho com marcas profundas na formação de Woz.

Durante sua infância Woz se envolveu em vários projetos de eletrônica, tanto junto com seu pai quanto com os Garotos Eletrônicos. Por exemplo, quando Woz tinha 11 anos, construiu a sua própria estação de radioamador e obteve uma licença de radioamador. Aos 13 anos, foi eleito presidente do clube de eletrônica de sua escola e ganhou o primeiro prêmio em uma feira de ciências regional por uma calculadora baseada em transistores.

Wozniak também esclarece algumas coisas que dizem por ai sobre a Apple e a invenção do computador pessoal. De fato, Woz projetou sozinho o primeiro computador pessoal que existiu, que veio a se tornar o Apple I.

O livro me levou a conclusão de que o verdadeiro empreendedor da Apple era o Steve Jobs, enquanto o Wozniak era o inventor de seu produto. Isso fica bem claro quando, pressionado por um investidor, Woz diz que não queria sair de seu emprego na HP para tocar a Apple junto com Jobs. Queria que fosse uma coisa paralela na sua vida como tinha sido até então. Ou seja, a Apple jamais teria existido se Jobs e Woz não tivessem se juntado. Apesar de Woz deixar claro que os dois eram muito diferentes, por outro lado, eles, de certa forma, se completavam: sem a iniciativa de Jobs, a Apple não teria sido criada e sem a grande sacada de Woz, a Apple não teria seu produto.

Um boato que esclarece no livro é de que teria saído da Apple por estar insatisfeito com as atitudes de seus administradores. Na verdade, após sofrer um acidente de avião e ficar 5 semanas afastado do trabalho com amnesia, Woz decidiu continuar afastado da empresa e voltar a Berkeley para terminar seu curso de Engenharia. Depois de terminar o curso, voltou novamente a trabalhar na Apple. Porém, ele sentiu que já não havia mais espaço para inovar e, quando uma outra ideia de tecnologia surgiu em sua cabeça, decidiu que era hora de se dedicar a ela. A ideia era simplesmente o que hoje conhecemos por controle remoto universal.

Após isso, ele ainda se aventurou na área da docência: começou a dar aulas de informática para crianças.

A principal lição que fica do livro é que o incentivo a curiosidade e a criação de condições para a descoberta das respostas às questões levantadas pelas crianças podem gerar grandes frutos: pessoas com pensamento independente como Woz. Ele conseguiu vislumbrar que cada pessoa poderia ter um computador em casa e que isso transformaria suas vidas, mesmo quando quase todos achavam isso uma grande bobagem.

iWoz é um bom livro e sua leitura é recomendada para todos aqueles da área da computação, pois trata de questões bem comuns da nossa área de uma forma muito humana.

P.S.: A única coisa que me irritou no livro é um erro de tradução do inglês para o português. Traduziram “register” como “registro”, quando, na verdade, deveria ser registrador. FAIL!!!

VN:F [1.9.11_1134]
Rating: 4.2/5 (6 votes cast)
iWoz: A versão da história da Apple por Steve Wozniak, 4.2 out of 5 based on 6 ratings
Related Posts with Thumbnails

Tags: , , ,

3 Comentários para “iWoz: A versão da história da Apple por Steve Wozniak”

  1. Muito legal, Nathalia. Li o “A Cabeça do Steve Jobs” recentemente e ler o iWoz se torna obrigatório pra ver o lado “mais nerd” da coisa.
    Ta na lista de próximos livros!

    VA:F [1.9.11_1134]
    Rating: 0 (from 0 votes)
    #457
  2. rosinha

    “E-mail (não será divulgado)” Steve Jobs

    VA:F [1.9.11_1134]
    Rating: 0 (from 0 votes)
    #857
  3. Roudger

    Menina, só por saber o que é um registrador eu já me casaria com você, mesmo que fosse uma lésbica com mal hálito.

    VA:F [1.9.11_1134]
    Rating: 0 (from 0 votes)
    #1191

Deixe um Comentário

Spam Protection by WP-SpamFree

Get Adobe Flash playerPlugin by wpburn.com wordpress themes